Escola Popular

Gehe zu Navigation | Seiteninhalt
REDES SOCIAIS

História da Escola PopularHistória da Escola Popular

A Escola Popular,  vem se desenvolvendo desde 1994 em diferentes áreas de atuação: Samba-Percussão, Banda, Capoeira e Projetos. A iniciativa surgiu a partir de Hans-Jürgen Neumann que atuava na época como pedagogo comunitário no trabalho com jovens da Igreja Luterana na Alemanha central. Até hoje Hans-Jürgen dirige e gerência a Escola Popular.

A Escola Popular se utiliza e se orienta nessas duas diferentes formas de expressão cultural do Brasil, a capoeira e o samba e as utiliza como ferramentas de conscientização e educação de forma ativa na Igreja e na vida em comunidade. Começou na EKM, mas possui hoje grupos em outras regiões da Alemanha na Polônia e no Brasil.

A Capoeira e o Samba surgiram nas comunidades pobres brasileiras, de raízes Africanas. Ambas tornaram-se importantes polos de identidade na luta contra as condições degradantes de vida e tornaram-se uma força essencial em diferentes segmentos da sociedade brasileira. A Escola se utiliza dessa força integradora e a concilia essa cultura com o nome de Deus, justiça, paz, alegria de viver, diversão com movimento/exercício e música, assim como com a boa relação com o próximo e consigo mesmo.

Com essa sacada extraordinária, estamos a caminho de nos formar uma nova comunidade interesse geral, mas com perfil próprio, onde todos são muito bem vindos. Ficamos felizes também por chegar até você!

+ Ler mais

A Escola Popular surgiu a partir do Trabalho Luterano com jovens na Turíngia sob a direção de Hans-Jürgen Neumann. O impulso de trabalhar com Capoeira na igreja veio de uma jovem que agora já é hoje pedagoga e musicista.

Nos baseamos na ideia de tornar experiencial o processo ecumênico da década de 80 paz justiça, Paz e ecologia. A capoeira oferecia a isso diferentes formas de atuação graças a sua história, suas músicas, graças aos movimentos, independentemente, das possibilidades intelectuais e opções religiosas de cada um. Mais tarde a a mistura já experimentada e comprovada e aprovada da Escola foi ampliada com o Samaba-bautucada.

Com isso se tornou possível para diferentes tipos de pessoas entrar em contato com a Igreja Luterana e de conhece-la a partir de seu lado mais aberto, alegre e movimentado.

 

Graças as diferentes formas de atuação, em escolas, no trabalho com crianças, com jovens e com comunidades, a característica terapêutica, de prevenção a violência e por ser uma atividade saudável também para o corpo, além de poder ser empregada no espaço público, pudemos desenvolver um trabalho diferenciado de educação luterana.

O perfil Evangélico Luterano se justifica pela ação libertadora de Deus no mundo e só se tornou possível e pode ser desenvolvido/criado graças a cooperação de Maik Becker, Dirk Marschall, Ruben Marschall, Renate Konrad, Mario Dirks, Jakob Schneider, Stephan Müller, Michél Sanchez Sanchez, de nossos coordenadores voluntários, de nossos membros e de outros colegas do trabalho com jovens e crianças da igreja Luterana.

A partir dessa experiência e da caminhada a Escola Popular se encontra hoje a caminho de se tornar uma comunidade com perfil especial da Igreja Luterana da Alemanha Central (EKM).

 

zurück Março 2017 weiter
  12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Apoie nosso projeto atual!

Mais informações na página do projeto Construindo Pontes.