Escola Popular

Gehe zu Navigation | Seiteninhalt
REDES SOCIAIS

História da Escola PopularHistória da Escola Popular

A Escola Popular,  vem se desenvolvendo desde 1994 em diferentes áreas de atuação: Samba-Percussão, Banda, Capoeira e Projetos. A iniciativa surgiu a partir de Hans-Jürgen Neumann que atuava na época como pedagogo comunitário no trabalho com jovens da Igreja Luterana na Alemanha central. Até hoje Hans-Jürgen dirige e gerência a Escola Popular.

A Escola Popular se utiliza e se orienta nessas duas diferentes formas de expressão cultural do Brasil, a capoeira e o samba e as utiliza como ferramentas de conscientização e educação de forma ativa na Igreja e na vida em comunidade. Começou na EKM, mas possui hoje grupos em outras regiões da Alemanha na Polônia e no Brasil.

A Capoeira e o Samba surgiram nas comunidades pobres brasileiras, de raízes Africanas. Ambas tornaram-se importantes polos de identidade na luta contra as condições degradantes de vida e tornaram-se uma força essencial em diferentes segmentos da sociedade brasileira. A Escola se utiliza dessa força integradora e a concilia essa cultura com o nome de Deus, justiça, paz, alegria de viver, diversão com movimento/exercício e música, assim como com a boa relação com o próximo e consigo mesmo.

Com essa sacada extraordinária, estamos a caminho de nos formar uma nova comunidade interesse geral, mas com perfil próprio, onde todos são muito bem vindos. Ficamos felizes também por chegar até você!

+ Ler mais

A Escola Popular surgiu a partir do Trabalho Luterano com jovens na Turíngia sob a direção de Hans-Jürgen Neumann. O impulso de trabalhar com Capoeira na igreja veio de uma jovem que agora já é hoje pedagoga e musicista.

Nos baseamos na ideia de tornar experiencial o processo ecumênico da década de 80 paz justiça, Paz e ecologia. A capoeira oferecia a isso diferentes formas de atuação graças a sua história, suas músicas, graças aos movimentos, independentemente, das possibilidades intelectuais e opções religiosas de cada um. Mais tarde a a mistura já experimentada e comprovada e aprovada da Escola foi ampliada com o Samaba-bautucada.

Com isso se tornou possível para diferentes tipos de pessoas entrar em contato com a Igreja Luterana e de conhece-la a partir de seu lado mais aberto, alegre e movimentado.

 

Graças as diferentes formas de atuação, em escolas, no trabalho com crianças, com jovens e com comunidades, a característica terapêutica, de prevenção a violência e por ser uma atividade saudável também para o corpo, além de poder ser empregada no espaço público, pudemos desenvolver um trabalho diferenciado de educação luterana.

O perfil Evangélico Luterano se justifica pela ação libertadora de Deus no mundo e só se tornou possível e pode ser desenvolvido/criado graças a cooperação de Maik Becker, Dirk Marschall, Ruben Marschall, Renate Konrad, Mario Dirks, Jakob Schneider, Stephan Müller, Michél Sanchez Sanchez, de nossos coordenadores voluntários, de nossos membros e de outros colegas do trabalho com jovens e crianças da igreja Luterana.

A partir dessa experiência e da caminhada a Escola Popular se encontra hoje a caminho de se tornar uma comunidade com perfil especial da Igreja Luterana da Alemanha Central (EKM).

 

zurück Outubro 2017 weiter
      1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031     

Apoie nosso projeto atual!

Mais informações na página do projeto Construindo Pontes.